A Conexão entre Lúpus e Queda de Cabelo: Causas e Soluções

Entendendo a relação entre lúpus e queda de cabelo

BY STANLEY BITTAR

O lúpus é uma doença autoimune que acomete o organismo em diversos sistemas. Um dos sintomas desse problema é justamente a queda de cabelo. Por isso, antes mesmo de pensar em fazer um tratamento estético propriamente dito, pode ser importante analisar se não há algum problema orgânico que precisa ser tratado primeiramente.

Neste artigo, vamos compreender melhor o que é o lúpus, qual é a sua relação com o couro cabeludo, como a doença pode levar à queda capilar e qual é o tratamento para essa condição. Para ter mais saúde e evitar a queda de cabelo, continue a leitura a seguir!

O que é lúpus?

O lúpus é uma doença autoimune, ou seja, é um problema de saúde provocado pelo próprio sistema imunológico da pessoa que, erroneamente, passa a atacar órgãos e tecidos do próprio organismo, como se fossem invasores (como vírus ou bactérias). A doença não tem cura definitiva, mas tem tratamento para a remissão dos sintomas.

Com o nome oficial de lúpus eritematoso sistêmico, a doença é crônica e provoca inflamações em diversas áreas, como pele e articulações, podendo atingir até mesmo órgãos vitais, como os rins, os pulmões e o coração. As causas do problema não estão completamente esclarecidas pela ciência, mas acredita-se que seja provocada por causas genéticas, infecções, hormônios e até pelo uso de alguns medicamentos.

Os sintomas de lúpus variam muito de pessoa para pessoa e podem afetar diferentes sistemas do organismo, o que torna o seu diagnóstico complexo. Entre os sintomas mais expressivos, podemos destacar: fadiga, febre, dores nas articulações, vermelhidão na pele, problemas de tireoide, secura nos olhos e na boca, problemas pulmonares, complicações gastrointestinais, inflamação renal, queda de cabelo, entre outros.

Como o lúpus pode afetar o couro cabeludo?

A Conexão entre Lúpus e Queda de Cabelo: Causas e Soluções

O lúpus, por um erro do metabolismo, ataca tecidos saudáveis do paciente, o que pode incluir a pele e o couro cabeludo. As células de defesa do organismo atacam as próprias células do couro cabeludo, provocando inflamação e enfraquecimento na região.

Os cabelos ficam fracos e sem brilho, já que a nutrição dos fios fica comprometida. Pode haver um afinamento dos fios e até queda dos cabelos, o que pode acontecer também nos cílios, nas sobrancelhas e na barba. Essa queda de fios é acentuada e configura um dos sintomas mais comuns de lúpus.

Como o lúpus pode levar à queda capilar?

A Conexão entre Lúpus e Queda de Cabelo: Causas e Soluções

Como você pode notar, portanto, o lúpus é uma doença em que o organismo ataca a si próprio de diferentes formas, o que afeta, inclusive, o couro cabeludo. Por isso, a queda capilar se torna um sintoma frequente. Entenda melhor como se dá essa relação entre lúpus e queda de cabelo.

  1. Surtos de lúpus

Segundo a Associação Americana de Dermatologia, é normal que uma pessoa perca até 100 fios de cabelo por dia. Entretanto, dependendo da gravidade do lúpus que a pessoa apresenta, ela pode perder muito mais do que isso, o que fica evidente ao lavar ou escovar os cabelos. Em um surto ou crise da doença, os anticorpos atacam os próprios folículos capilares.

Nem todos os que apresentam o lúpus têm esse sintoma, mas, infelizmente, ele é bastante comum. A pessoa pode apresentar uma queda mais generalizada ou perder os fios de apenas uma região específica. Em casos extremos, pode-se perder o cabelo da cabeça inteira. Os padrões de crescimento do cabelo durante a doença também podem ficar irregulares.

  1. Estresse causa perda de cabelos por lúpus

O estresse é um gatilho para o lúpus, ou seja, é um fator que desencadeia a doença ou que potencializa os seus sintomas. É claro que há um abalo emocional ao receber o diagnóstico, mas é importante administrar as emoções e iniciar o tratamento o quanto antes.

Ao ver os cabelos caindo, a reação de estresse se intensifica, o que aumenta a perda dos fios, em um tipo de círculo vicioso. As emoções negativas provocam alterações hormonais, sobretudo no cortisol, que afetam os órgãos de diferentes formas. Isso pode incluir o couro cabeludo e a sua capacidade de produzir fios fortes e capazes de crescer.

  1. A exposição ao sol

Quando um surto de lúpus é provocado pela exposição ao sol ou por luzes ultravioletas, as células saudáveis da pele não conseguem eliminar as células mortas por conta da queimadura. Isso gera erupções e lesões, que podem ocorrer em diferentes áreas da pele, incluindo o couro cabeludo.

Esse processo inflamatório provoca o surgimento de cicatrizes que também causam danos aos folículos capilares, que causam a queda de cabelo. Em alguns casos, esses danos podem evoluir para uma calvície irreversível.

  1. Deficiências de nutrientes causam perda de cabelo por lúpus

Conforme citamos, o lúpus pode atingir diversos órgãos e sistemas, incluindo o sistema gastrointestinal. Nesse caso, se o indivíduo tem problemas na absorção dos nutrientes, ou mesmo se tem uma dieta pobre e desequilibrada, esse fator também pode afetar o crescimento dos cabelos.

Especialmente se houver uma deficiência de ferro, biotina e selênio, a produção e o crescimento dos fios ficam comprometidos. A falta de vitaminas C e D também está associada ao problema. Por isso, é importante fazer readequações alimentares e suplementações, quando necessário — sempre com orientação médica.

Qual é o tratamento para a perda de cabelo por lúpus?

Se a sua perda de cabelo for de fato provocada por lúpus, será necessário tratar a doença para resolver o problema consequente. Por mais que o lúpus não tenha uma cura definitiva, é possível tratá-lo e minimizar os sintomas durante as crises ou surtos. Para isso, o médico poderá prescrever medicamentos anti-inflamatórios, antimaláricos, corticoides e imunossupressores.

Pode levar algumas semanas ou meses até a doença entrar em remissão. Dessa forma, alguns cuidados especiais devem ser tomados para evitar a queda de cabelo:

  • Utilizar chapéus e protetor solar quando estiver ao ar livre;
  • Conversar com o médico sobre medicamentos que possam provocar queda de cabelo e discutir a possibilidade de substituí-los;
  • Manter a hidratação e uma dieta saudável;
  • Administrar o estresse;
  • Não negligenciar o sono e o descanso;
  • Manter os fios hidratados;
  • Evitar tratamentos capilares agressivos, como calor e coloração. Até mesmo o ato de pentear ou escovar deve ser feito com muita delicadeza.

Conclusão

O lúpus é uma doença autoimune que pode se manifestar de diferentes maneiras e atingir diversos órgãos e sistemas, o que inclui o couro cabeludo. A relação entre lúpus e queda de cabelo, portanto, é clara, de modo que este é um dos sintomas mais comuns.

Tratar a doença adequadamente, com supervisão médica, é primordial para reverter esse tipo de calvície. É importante fazer isso antes de iniciar qualquer procedimento estético.

Saiba mais sobre o transplante capilar da Stanley’s Hair!

TRABALHE CONOSCO

Preencha abaixo com suas informações

Simulação de Financiamento