Calvície tem cura? Conheça os tipos, graus, tratamento e mais!

Atingindo mais de 40 milhões de brasileiros, sendo 60% homens, a calvície é uma condição que gera grande insegurança e muitas dúvidas. Uma das principais questões levantadas está relacionada à existência ou não de cura para o problema.

Na postagem de hoje vamos responder esse questionamento, além de trazer diversas informações importantes a respeito do assunto, como: o que é a calvície, tipos, graus e tratamentos. Acompanhe!

O que é a calvície?

A calvície, ou alopecia androgenética, é uma condição que afeta principalmente os homens, embora também ocorra em mulheres. É caracterizada pela perda gradual e progressiva de cabelo, geralmente começando nas regiões da testa e do topo da cabeça.

A causa da calvície reside na sensibilidade genética dos folículos capilares à dihidrotestosterona (DHT), um hormônio masculino associado à queda de cabelo. Com o tempo, essa sensibilidade leva ao encolhimento dos folículos, tornando-os incapazes de produzir fios saudáveis e robustos.

Conheça os tipos de calvície

A calvície pode ocorrer por diferentes causas, por isso, é classificada em alguns tipos, como:

Alopecia androgenética

A alopécia androgenética é a forma mais comum de calvície, afetando homens e mulheres em diferentes graus.

Alopecia areata

A alopécia areata é caracterizada pela queda de cabelo em áreas circulares do couro cabeludo.

Alopecia cicatricial

A alopécia cicatricial é a perda permanente de cabelo causada por danos ao folículo piloso, gerando uma cicatriz do local.

Alopecia difusa

Conhecida como alopecia difusa ou eflúvio telógeno, é um tipo de queda de cabelo que ocorre de modo uniforme ao redor do couro cabeludo, geralmente causada por estresse ou outros fatores externos.

Graus de calvície: identifique o seu

Além dos tipos, existem diferentes graus de calvície. Um dos métodos de classificação é a Escala Norwood-Hamilton, que divide a perda de cabelo em estágios, que vão desde o início da queda capilar até a calvície avançada.

Grau I: trata-se do estágio inicial, no qual a linha frontal do cabelo está intacta e há pouco ou nenhum sinal visível de calvície. Os homens com calvície de grau I podem notar uma leve retração próximo à testa, mas não há perda significativa de densidade capilar.

Grau II: a linha do cabelo começa a recuar ligeiramente nas regiões frontais das têmporas. A perda de cabelo é mais perceptível, mas ainda não é considerada grave.

Grau III: a partir deste ponto, a perda de cabelo se torna mais evidente, com um alargamento da área calva na região frontal. A linha frontal pode recuar mais profundamente nas laterais, tomando uma forma de letra “V”.

Grau III vértex: trata-se de uma variação do grau III. Neste estágio, a perda de cabelo se estende para a região do topo da cabeça (vértex), formando uma área de calvície mais pronunciada. A linha do cabelo pode permanecer relativamente intacta, mas a área calva no topo da cabeça é notável.

Grau IV: a perda de cabelo nas áreas frontais e do vértex se fundem, criando uma área calva contínua que se estende desde a testa até o topo da cabeça. O cabelo restante nas laterais e na parte de trás pode ser menos denso.

Grau V: estágio considerado avançado, no qual a área calva na parte superior da cabeça é significativamente maior, com apenas uma faixa estreita de cabelo na linha frontal. Ocorre também a perda de cabelo nas laterais e na parte de trás.

Grau VI: a calvície se torna mais extensa e profunda, com apenas uma pequena faixa de cabelo na parte de trás e nas laterais. A área calva no topo da cabeça é proeminente, e a linha frontal do cabelo pode ter recuado ainda mais.

Grau VII: neste grau a calvície atingiu seu estágio mais avançado. A perda de cabelo é extensa e generalizada, ocorrendo na maior parte ou toda a área superior da cabeça.

Afinal, calvície tem cura?

A calvície, como a conhecemos, não tem cura. No entanto, existem diversas opções de tratamento bastante eficazes para retardar a progressão da queda de cabelo, estimular o crescimento dos fios e restaurar a densidade capilar em áreas afetadas.

Nesse contexto, a escolha do tratamento mais adequado irá depender do grau de calvície, das características individuais do paciente e das suas expectativas. Para isso, é importante se consultar com um especialista na área capilar.

Tratamento para calvície

Agora que você já sabe que calvície não tem cura, mas tem tratamento, confira as principais opções da atualidade. Lembrando que cada abordagem tem sua indicação, variando conforme o tipo de calvície.

Uso de medicamentos

Existem medicamentos que podem ajudar a retardar ou interromper a progressão da calvície. Dois dos tratamentos medicamentosos mais comuns incluem a finasterida e o minoxidil:

  • A finasterida é um medicamento oral que age inibindo a enzima responsável pela conversão de testosterona em dihidrotestosterona, o hormônio associado à calvície.
  • O minoxidil é um medicamento de uso tópico que ajuda a aumentar o fluxo sanguíneo para os folículos capilares, estimulando o crescimento do cabelo e retardando a queda.

Importante: lembrando que esses medicamentos apenas devem ser usados sob orientação médica.

Laser

A terapia com laser de baixa potência é um tratamento não invasivo que visa estimular o crescimento do cabelo.

Acredita-se que a luz do laser estimule a atividade celular e melhore a circulação sanguínea no couro cabeludo, ajudando a fortalecer os folículos capilares e promovendo o crescimento do cabelo.

Eletroestimulação

A eletroestimulação capilar é um tratamento que envolve a aplicação de correntes elétricas suaves no couro cabeludo, utilizando dispositivos específicos.

Acredita-se que as correntes elétricas possam estimular a atividade celular e promover o fluxo sanguíneo para o couro cabeludo, ajudando no fortalecimento e crescimento.

Transplante

Vale destacar que nenhuma das opções de tratamento anteriores são garantidas como o transplante capilar. Por se tratar de um procedimento cirúrgico, as chances de sucesso são muito maiores.

A técnica envolve a retirada de folículos saudáveis de áreas do próprio couro cabeludo, transplantando para as regiões onde há falhas. Dessa forma, os fios crescerão normalmente, oferecendo um resultado totalmente natural.

Se você deseja resolver definitivamente seu problema de calvície, venha para a Stanley’s Hair, líder em transplante capilar na América Latina. Acesse nosso site e saiba mais!

TRABALHE CONOSCO

Preencha abaixo com suas informações

Simulação de Financiamento