Alopecia: entenda tudo sobre o tema! [GUIA COMPLETO]

A alopecia é uma condição que afeta diretamente a autoestima, pois gera a perda de pelos e cabelos em diferentes partes do corpo, tendo manifestação mais comum  no couro cabeludo.

Neste guia vamos apresentar uma série de informações úteis sobre a alopecia, explicando do que exatamente se trata, causas, tipos, se é transmissível ou não e formas de tratamento.

Acompanhe a leitura e tire as suas dúvidas, esse é o primeiro passo para entender o que fazer e encontrar a melhor solução para o problema.

O que é alopecia?

Alopecia é o termo médico para a queda de cabelo excessiva. Afinal, é importante lembrar que a perda de 50 a 100 fios por dia é totalmente natural, pois faz parte do ciclo de crescimento do cabelo.

A queda de cabelo passa a ser chamada de alopecia quando são formadas áreas com falhas. Como uma pessoa tem cerca de 100.000 fios no couro cabeludo, as falhas surgem apenas quando a queda se torna acentuada e além do considerado natural.

Basicamente, a alopecia acontece quando o ciclo de crescimento do cabelo fica desregulado. Observe as fases do ciclo:

Fase anágena: fase ativa de crescimento do cabelo, quando os folículos capilares produzem novas células. Os fios podem permanecer na fase anágena por 2 a 7 anos, dependendo de vários fatores, como genética, idade e saúde geral.

Fase catágena: estágio de transição que vem após a fase anágena, com duração de apenas algumas semanas. Nela, o crescimento diminui e o folículo piloso se desprende para que um novo cabelo surja.

Fase telógena: fase final do ciclo de crescimento do cabelo, quando os fios caem e abrem caminho para o início do crescimento de novos.

Quais as causas da alopecia?

A alopecia pode ter diferentes causas, tanto genéticas, quanto internas ou externas. Conheça as principais a seguir!

  • Alterações hormonais;
  • Anemia;
  • Estresse físico ou emocional;
  • Excesso de tensão no couro cabeludo;
  • Hereditariedade;
  • Infecção bacteriana no couro cabeludo;
  • Queimaduras;
  • Reação a certos tipos de medicamentos ou tratamentos, como quimio e radioterapia.

Quais os tipos de alopecia?

A alopecia pode se manifestar através de diferentes tipos, tendo relação com a causa e a forma de apresentação. Acompanhe!

Androgenética

O tipo mais comum de alopecia, a androgenética tem origem genética, como seu próprio nome indica. A condição pode surgir na adolescência, porém, é após os 50 anos que costuma se desenvolver e se tornar mais aparente.

Existem dois padrões de alopecia androgenética:

Padrão masculino: a queda ocorre na linha frontal do cabelo, indo até a coroa. O cabelo das laterais da cabeça pode cair com o tempo, tornar-se mais ralo ou permanecer da mesma forma.

Padrão feminino: costuma ocorrer ao longo da linha divisória do cabelo, gerando falhas. No caso das mulheres, a queda total é rara.

Areata

Com origem autoimune, a alopecia areata se manifesta através do sistema imunológico, que acaba atacando o organismo e causando a queda capilar. Assim, as falhas podem ocorrer tanto no couro cabeludo quanto nos pelos de outras áreas do corpo.

Pode ter relação com fatores genéticos, sistema imunológico, estresse, além de doenças como lúpus e vitiligo.

Por tração

A alopecia por tração se manifesta quando é exercida alguma força sobre a raiz dos cabelos, gerando a retirada dos fios. Isso pode acontecer através de penteados muito apertados, além de acidentes, como os que acontecem em certos tipos de máquinas e ralos de piscina, por exemplo.

Frontal fibrosante

Tipo de alopecia mais comum em mulheres, especialmente no período após a menopausa. A alopecia frontal fibrosante se manifesta na parte da frente do couro cabeludo, também podendo aparecer nas axilas e sobrancelhas.

Eflúvio telógeno

O eflúvio telógeno acontece através de um desequilíbrio das fases de crescimento dos fios. Por isso, em vez de cair em áreas específicas, o enfraquecimento e queda ocorrem em todo o couro cabeludo.

Como se transmite a alopecia?

É muito importante destacar que a alopecia não é contagiosa. Não existe nenhuma forma de se transmitir ou adquirir a condição de outra pessoa.

Afinal, como vimos, as causas são internas em sua maioria. Em se tratando das causas externas, elas se dão por comportamentos do próprio indivíduo, traumas ou tratamentos que geram a queda dos fios.

Quais os tratamentos de alopecia?

Apesar de não existir uma cura definitiva para a alopecia, existem opções de tratamento. A escolha da abordagem ideal irá depender principalmente do tipo de alopecia e das suas causas.

Veja quais são as duas opções de tratamento mais realizadas na atualidade.

Medicamentos

Certos tipos de alopecia podem ser tratados através de medicamentos de uso tópico ou por via oral. Entre os mais utilizados estão o Minoxidil e a Finasterida.

O Minoxidil possui a forma de loção, devendo ser aplicado no couro cabeludo. Sua ação envolve a dilatação das artérias, melhorando a circulação nos folículos capilares. Assim, a fase de crescimento dos fios é prolongada, evitando a queda precoce.

A Finasterida, por sua vez, é administrada via oral. Sua ação se dá através da inibição da conversão de testosterona em dihidrotestosterona (DHT), hormônio relacionado à calvície.

Embora os medicamentos possam trazer bons resultados, é importante saber que eles não têm o poder de fazer todo o cabelo crescer. Além disso, o uso deve ser realizado apenas sob orientação médica.

Transplante capilar

Para quem busca um resultado realmente eficaz e definitivo, com o retorno do crescimento dos fios e volume, a melhor opção é o transplante capilar de alta densidade. Apesar de ser um procedimento cirúrgico, é bastante simples e tem uma rápida recuperação.

Envolve a retirada de folículos capilares de uma área doadora do couro cabeludo, geralmente a lateral da cabeça. Em seguida, eles são transplantados para a área calva, o que garante um resultado natural, pois os fios crescem normalmente.

Mas, claro, para ter um resultado satisfatório é preciso procurar uma clínica especializada, que realize as técnicas mais modernas da atualidade.

Transplante capilar de excelência na Stanley’s Hair. Marque já uma avaliação!

Conclusão

Como pudemos ver, a alopecia é uma condição que pode impactar significativamente a autoestima das pessoas devido à perda de cabelo em diversas áreas do corpo, especialmente no couro cabeludo.

Este guia completo abordou desde as causas e tipos de alopecia até as opções de tratamento disponíveis. É essencial compreender que, embora não haja uma cura definitiva, existem abordagens médicas, como o transplante capilar, que é capaz de solucionar a condição e restaurar a confiança do paciente.

A busca pela informação e pelas soluções adequadas é um passo importante para lidar com a questão e encontrar o melhor caminho para o seu caso.

.

TRABALHE CONOSCO

Preencha abaixo com suas informações

Simulação de Financiamento